Arte de capa: Nadia Maria

Os Atores (Des)conhecidos dos Cálculos
 

Diego de Matos Gondim
Raquel Anna Sapunaru

Ao apresentar os atores (des)conhecidos dos cálculos, inicia-se, com a intromissão daquele velho e de vários outros: nossa jornada rumo aos cálculos de Leibniz e Newton começa com Descartes e sua A Geometria, publicada originalmente como um dos três apêndices do Discurso do Método, em 1637. Descartes havia tomado como sua missão filosófica descobrir um método geral de pensamento capaz de facilitar as descobertas e encontrar as verdades nas ciências, sendo que, em sua época, as únicas ciências conhecidas que possuíam alguma relevância, pois estavam intimamente ligadas ao desvendar dos segredos do universo, eram a astronomia e a mecânica, ciências de base matemática. Além disso, a matemática com suas proposições e provas indiscutíveis se constituía no melhor exemplo de verdade que se podia querer, pois, consigo, elevava a astronomia e a mecânica ao mesmo patamar incontestável, já que essas dependiam da matemática para se fazerem ver e entender. Sendo assim, a filosofia mecanicista de Descartes parecia se inspirar em Platão, visto que ambos acreditavam na harmonia universal, fundada num método ultrarracional, no qual a matemática reinava, sozinha. 

ISBN: 978-85-5696-058-0

Nº de pág.: 162

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0