Crítica à escola: vivência e estudo das comunidades de investigação de

Matthew Lipman

Fabio Goulart

Julgo que é pelo menos curioso o fato de que a maioria das filosofias da educação não fazem o uso de um recurso tão rico de significação quanto a própria vivência do filósofo enquanto aluno em seus tempos escolares. Também não acredito que alguém possa ter passado indiferente a um período tão especial, a ponto de ignorar totalmente as suas próprias vivências escolares na hora refletir acerca da filosofia da educação. Com base nisto este trabalho inicia-se com uma análise crítica das minhas vivências escolares baseadas na reflexão acerca do que aprendi, como aprendi e se de fato aprendi alguma coisa em minha vida escolar. Esta investigação desdobra diversos problemas que necessitam ser dissertados, o fato das crianças entrarem radiantes e curiosas no jardim de infância e aos poucos perderem o interesse pela Escola, tornando-se seres acríticos e desinteressados acaba por revelar a questão chave para todo o desenvolvimento subsequente da argumentação aqui apresentada: Como a Escola deveria ser para tornar-se mais interessante para os alunos, gratificante para os professores e transparente para toda a comunidade escolar?

ISBN: 978-85-66923-03-2

Nº de pág.: 111

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0