Entre giros, esmolas e donzelas: uma prática performática de mulheres na Folia de São João em Lagolândia

Páginas

139

ISBN 

978-65-5917-609-0

DOI 

10.22350/9786559176090

Entre giros, esmolas e donzelas: uma prática performática de mulheres na Folia de São João em Lagolândia

Vinícius Machado Luz

O livro que ora temos a oportunidade de ler, que foi fruto de sua pesquisa de mestrado, “Entre Giros, Esmolas e Donzelas: uma prática performática de mulheres na Folia de São João em Lagolândia”, reflete todo esse modo de ser. Vinícius trouxe a ideia mas não se fechou nela. Abriu-se para mergulhar, ainda que timidamente, no universo feminino, visto que Lagolândia - pequeno distrito de Pirenópolis - marcou seu lugar no mapa de Goiás graças a uma personagem feminina das mais instigantes - Benedita Cipriano Gomes, que ficou conhecida como Santa Dica. Em torno dela se organizaram as vidas e as festas populares daquele lugar, a exemplo da Folia de São João, tema central de seu livro, protagonizada por mulheres jovens em sua maioria, e que não conheceram a fundadora do folguedo. Era fundamental falar sobre Santa Dica e, inevitavelmente, esbarrar em algumas questões muito próprias do feminino, das dores e delícias de ser mulher, a começar pela polêmica denominação de ‘donzelas’, que Vinícius pretende aprofundar no doutorado mas cuja discussão não podia ser ignorada. Apesar de ter sido uma mulher poderosa em seu tempo e a seu modo, Dica foi uma mulher nascida no início do século XX, que assumiu como naturais certos preconceitos e sentiu na pele muitas manifestações de machismo, como veremos ao longo do livro. Seu viés jornalista e sensível compreendeu e buscou decifrar esses meandros na história pouco contada dessa mulher, dentro das limitações de tempo do mestrado, ainda mais afetadas pela pandemia, que o impediram de realizar a pesquisa de campo a contento. - Prof.ª Dr.ª Vânia Dolores Estevam de Oliveira

Entre giros, esmolas e donzelas: uma prática performática de mulheres na Folia de São João em Lagolândia