Indicações circunstanciais, volume 2: elementos semiológicos para a construção do Pensamento Crítico no Ensino de Biologia

Páginas

103

ISBN 

978-65-5917-568-0

DOI 

10.22350/9786559175680

Indicações circunstanciais, volume 2: elementos semiológicos para a construção do Pensamento Crítico no Ensino de Biologia

Marcela Teixeira Godoy
Carlos Eduardo Laburú

O presente trabalho foi desenvolvido no contexto de uma pandemia em curso. No Brasil, especialmente, as consequências tem sido as mais deletérias possiveis. No contexto da Biologia enquanto disciplina, o cenário atual configura-se como um terreno fértil para o exercício do pensameto crítíco com relacao a várias temáticas que constituem-se em objeto de estudo dentro do currículo escolar. Tão necessária quando a compreensão dos conceitos científicos, a construcao do pensamento crítico em torno de temas que dizem respeito à vida ou qualquer forma de banalização da mesma e suas implicações, tem um valor que transcende a sala de aula. Trata-se de compreender de maneira ampla e por meio do conhecimento científico, os fatores que podem contribuir sobretudo para a manutencão ou a extinção da vida. Trata-se de compreender não apenas os processos biológicos que regem os organismos mas a relação desses organismos entre si e o mundo que os cerca. O exercício na construção do pensamento crítico se faz necessário em um mundo desigual com problemas que ultrapassam os limites geográficos como dizimação de espécies, esgotamento de recursos naturais, preconceitos e violências intra e intrespecíficas (entre os seres da mesma espécie e entre seres de espécies diferentes, respectivamente).

Indicações circunstanciais, volume 2: elementos semiológicos para a construção do Pensamento Crítico no Ensino de Biologia