Ética, utopia e violência: um estudo em torno de Ernst Bloch

Páginas

212

ISBN 

978-65-5917-540-6

DOI 

10.22350/9786559175406

Ética, utopia e violência: um estudo em torno de Ernst Bloch

Suzana Guerra Albornoz

A maior preocupação do livro está dirigida para uma correta e equilibrada compreensão das análises de Bloch a respeito da prática religiosa-reformista do "teólogo da revolução", Thomas Müntzer(1490-1525), acontecida durante as Guerras Camponesas no século XVI, na Alemanha. A autora procura definir sua posição baseada na "ontologia do ainda-não-ser" de Bloch, abrindo a possibilidade de uma fundamentação para a ética da não-violência. Percebe-se que o livro dedicou seu principal esforço para o esclarecimento de uma eticidade propriamente contemporânea, e essa, talvez, como sendo a da não-violência. Dizemos "talvez", pois a autora em grande medida deixa a questão em aberto. O utópico acontece no lusco-fusco dos entardeceres e das auroras: algo morre para algo renascer diferenciadamente. A questão toda então é: esse processo se determina pela violência ou pela não-violência? - Sérgio Schaefer

Ética, utopia e violência: um estudo em torno de Ernst Bloch