Suicídio Fatalista: um Retorno a Tipologia Suicidógena Durkheimniana

Páginas

98

ISBN 

978-65-5917-532-1

DOI 

10.22350/9786559175321

Suicídio Fatalista: um Retorno a Tipologia Suicidógena Durkheimniana

Geovane Campanher

Para que as Psicologias tenham algo de suficiente, inventivo e éticas e socialmente engajadas no tempo e espaço da realidade concreta do mundo faz-se necessário as misturas, os diálogos e as transgressões das fronteiras e das tradicionais concepções disciplinares em “caixinhas” teóricas e conceituais isoladas e aparentemente autossuficientes. Neste sentido, para que de fato existam e continuem existindo de acordo com seus princípios e fundamentos, estas Psicologias eticamente transdisciplinares indisciplinadas precisam se misturar com inúmeras outras também “disciplinas indisciplinadas”, principalmente com a Filosofia, Antropologia e Sociologia. Assim, não me resta dúvidas de que a contribuição desta obra para as ciências humanas e sociais é enorme, trazendo a importância das misturas para fortalecer Psicologias indisciplinadas e transgressoras na militância das formações, pensamentos, produções e práticas cotidianas. Também, creio que esta obra tem outro importante efeito, que é demonstrar que a seriedade, consistência e o prazer do estudo, produzem sujeitos e obras dignos/as de reconhecimentos e de ocuparem lugares significativos na memória dos povos.

Suicídio Fatalista: um Retorno a Tipologia Suicidógena Durkheimniana