A Verdade do Ser e a Quadratura em Heidegger: o conceito de Geviert como centro da Kehre Heideggeriana

Páginas

227

ISBN 

978-65-5917-484-3

DOI 

10.22350/9786559174843

A Verdade do Ser e a Quadratura em Heidegger: o conceito de Geviert como centro da Kehre Heideggeriana

João Batista Pinheiro de Souza

A presente obra foi escrita com o objetivo de lançar luz sobre os quatro termos que compõem a chamada Quadratura. Para tanto, partimos da hipótese de que estes termos estão presentes na obra Ser e Tempo e que um estudo dos conceitos centrais deste tratado poderia contribuir para o esclarecimento do nosso tema. Primeiramente, tentamos mostrar que Ser e Tempo é uma obra que se insere na busca por um esclarecimento do espaço-tempo do ser. Em seguida, investigamos a possibilidade de os termos Consciência e Situação, bem como Instante e Possível constituírem a primeira tentativa de Heidegger de formular sua quádrupla exposição deste espaço-tempo originário. Num terceiro momento, julgamos necessário justificar a mudança terminológica mostrando o papel do dizer poético no pensamento de Heidegger. Por último mostramos a correlação entre cada termo da Quadratura e cada um dos quatro termos que compunham o espaço-tempo do ser no grande tratado de 1927.

A Verdade do Ser e a Quadratura em Heidegger: o conceito de Geviert como centro da Kehre Heideggeriana