Rio e Ferrovia: a Produção Social do Espaço Urbano em Ponta Grossa - PR

Páginas

356

ISBN 

978-65-5917-459-1

DOI 

10.22350/9786559174591

Rio e Ferrovia: a Produção Social do Espaço Urbano em Ponta Grossa - PR

Nisiane Madalozzo

Didaticamente, o texto está estruturado da seguinte maneira: dividido em duas partes. A primeira delas trata da base que emergiu de um passado natural em Ponta Grossa – os rios, inerentes ao terreno, e as ferrovias, parte de uma história de desenvolvimento econômico e social local. É nessa primeira parte que se geografiza o estudo de caso, ou seja, são apresentados os dois substratos da produção do espaço urbano. Cabe explicitar nessa primeira parte os dois capítulos. O primeiro mais teórico, tendo como centro a Produção do Espaço Urbano ou Produção Social do Espaço Urbano – um conceito inicial, com o qual outros conceitos interagem e se complementam. Já no segundo capítulo, são caracterizados os rios e as ferrovias sob o ponto de vista do seu uso, representados em termos de infraestrutura e meio ambiente. A segunda parte se alinha em três capítulos, sendo que o primeiro deles se dedica a revelar as dinâmicas urbanas e o urbanismo em Ponta Grossa. Busca-se compreender seus usos, sob o ponto de vista da formação urbana; da influência da industrialização; da periferização e do desmanche das ferrovias; da consciência ambiental e do consequente processo de gentrificação identificados em Ponta Grossa. Na sequência, são demonstrados e discutidos as fragilidades e potencialidades dos rios e ferrovias; por último, é feita uma análise de estudos de casos a fim de comprovar, ao longo do texto, a pertinência e a aplicação dos procedimentos teóricos metodológicos. A obra que ora se faz presente exigiu um longo caminho, de muita reflexão e pesquisa, que são inerentes ao processo de construção e de aprendizagem. - Edson Belo Clemente de Souza

Rio e Ferrovia: a Produção Social do Espaço Urbano em Ponta Grossa - PR