Fotografia de Shinichi Maruyama

Fotografia de capa: Shinichi Maruyama

Filosofia e corporeidade: ensaios críticos no terreno da educação popular.

 

Daniel Santos Souza

Não é um novo conceito, uma nova teoria filosófica sobre a educação: temos aqui uma pequena provocação que pode reunir os corpos-educadores-educandos numa prosa que submete os conhecimentos à vida, que reconhece os saberes escolares como obras humanas que precisam ser conhecidas sem o impedimento de que outras obras sejam ensaiadas. E é assim que este texto se apresenta: sem ignorar o que já se pensou sobre filosofia da educação nos convida a reconhecer a poesia dos corpos, em particular, dos que experimentam a opressão, a fome, a marginalização como ponto de partida para a construção de outros saberes sobre a educação e a filosofia. Para quem gosta de uma grande conversa eis uma pequena provocação.

 

Wesley Adriano Martins Dourado

Docente e Coordenador do Curso de Licenciatura em

Filosofia da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP).

 

Filosofia e corporeidade traz ensaios que instigam a pensar sobre estas e tantas outras questões. Recupera no estilo ensaístico tons da criatividade tão presente nos meandros dos cotidianos brasileiros. De forma leve, dialogal – conversante, caberia melhor aqui – apresenta alguns assuntos, aponta para outros tantos, mas, principalmente, instiga o leitor, a leitora, a assumirem-se como co-autores do diálogo aqui iniciado. Em lugar de apresentar verdades, sugere caminhos a que podemos seguir, conjuntamente ou não. Parte da corporeidade, passa pela educação popular em rumo a uma filosofia da educação que nos pertença e à qual pertençamos. Dá a pensar, assim, filosoficamente, a educação a partir do corpo, e o corpo a partir da educação.

 

Daniel Pansarelli

Professor na Universidade Federal do ABC (UFABC). Graduado em Filosofia e mestre em Educação pela UMESP, doutor em Filosofia da Educação pela USP.

ISBN: 978-85-66923-98-8

Nº de pág.: 145

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0