Para além do visual: o sensorial nas produções artísticas brasileiras

Grasiele Aparecida Santos da Silva

Segundo Fayga Ostrower (1920-2001) é pela criação que configuramos, ordenamos e significamos o mundo. A pesquisa tem como tema a análise dos aspectos sensoriais e estéticos das produções artísticas brasileiras. A problemática desse trabalho está em como compreender a relação estética e sensorial das instalações artísticas dos artistas Ernesto Neto (1964), Josely Carvalho (1942), Cildo Meireles (1948), juntamente com as produções da exposição Entre nós e sentidos, ocorrido em 2018 no Museu Campos Gerais, sendo as obras produzidas pela pesquisadora. Como metodologia foi usada a análise qualitativa, voltado na pesquisa do campo da arte e na produção pessoal da autora, abordando aspectos históricos, procurando aprofundar aspectos sociais, sensoriais e estéticos através das obras de arte. Com referências em João-Francisco Duarte Jr. (s/d), Ariano Suassuna (1927-2014), Hans-Georg Gadamer (1900-2002), Brian O’Dorothy (1928), Fayga Ostrower (1920-2001), Gianni Carchia (1947-2000) e Paolo D’Angelo (1956), a pesquisa pontua momentos da arte contemporânea e contemporânea brasileira, trazendo questões referentes a instalação artística e de seis obras da exposição Entre nó e sentidos, permitindo alcances na área de artes visuais, aliando a área filosófica, sociológica e artística. Nas considerações finais podemos inferir que o artista é um pesquisador, esse carrega referenciais de outros artistas, mas também suas memórias e cultura, quando transformadas são ressignificadas. 

ISBN: 978-85-5696-768-8

Nº de pág.: 74

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0