Representações e Memórias de Professoras: um estudo das relações sociais de gênero de mulheres camponesas

Elisângela Santos de Amorim; José Fernando Manzke

A obra partiu do seguinte problema científico: Como as professoras de assentamentos de Reforma Agrária representam e ressignificam os aspectos do passado e como se dá a influência destas no universo profissional, considerando as relações de gênero, etnia e classe que perpassam pelos sujeitos que fazem a escola? Para isto, nos direcionamos a partir do objetivo geral: Compreender como as professoras de assentamentos da Reforma Agrária representam e ressignificam os aspectos do passado e como se dá a influência destas no universo profissional, considerando as relações de gênero, etnia e classe que perpassam os sujeitos que fazem a escola. E perseguimos os objetivos específicos, voltados para: Identificar através das memórias das professoras situações que marcaram sua profissão docente; Analisar as representações das mulheres-professoras rurais em seu cotidiano de assentada e educadora; Desvendar o universo profissional das professoras tendo como referência o contexto social, entrecruzando o pessoal, o interpessoal e o institucional; Relacionar as condições de gênero, etnia e classe na percepção de sua construção da identidade social das mulheres-professoras.      

ISBN: 978-85-5696-754-1

Nº de pág.: 69

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0