Vigotski no Ensino Superior: concepção e práticas de inclusão

Paula Maria Ferreira de Faria; Denise de Camargo; Ana Carolina Lopes Venâncio (Orgs.)

Este livro é fruto das inquietações das organizadoras frente ao cenário contemporâneo do Ensino Superior brasileiro. Em meio à precarização do ensino, fomentada pela desvalorização do professor e a desmotivação dos alunos, em um sistema estandardizado e meritocrático que desconsidera as singularidades, surge a inevitável pergunta: é possível modificar essa realidade? Como nós, profissionais da área da educação, podemos contribuir ao enfrentamento e à transformação dessa alarmante realidade? Nossas pesquisas, situadas na intersecção entre a educação e a psicologia, vinculam-se ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná, fundamentam-se nos princípios da Psicologia Histórico-Cultural de Vigotski. Partem, portanto, do entendimento de que o homem é um ser social, que se constitui humano a partir das interações que estabelece com seu meio – modificando-o e sendo continuamente transformado por ele. Nessa concepção, o processo de ensino-aprendizagem envolve, para além dos aspectos biológicos, os elementos culturais que o propiciam (ou impedem). A constituição do ser humano, portanto, não ocorre espontaneamente, mas depende do desenvolvimento de suas funções psicológicas superiores, possível somente através da mediação de signos e ferramentas, intermediada por membros mais experientes da cultura. Dessa forma, ressaltando a essencialidade desses princípios em todos os contextos de ensino, consideramos a necessidade de fomentar a reflexão e a discussão acerca dos processos desenvolvimentais ocorridos no âmbito de Ensino Superior.

ISBN: 978-85-5696-731-2

Nº de pág.: 235

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0