Discurso religioso e heteronormatividade: uma análise da liturgia nupcial da Igreja Católica

Marcos Paulo Santa Rosa Matos

Na condição de orientador, acompanhei o processo de elaboração do volume que o leitor tem em mãos, e afirmo que prefaciar este trabalho Discurso religioso e heteronormatividade: uma análise da liturgia nupcial da Igreja Católica de Marcos Paulo Santa Rosa Matos não foi, de modo algum, um trabalho penoso, dada a leitura prazerosa que o livro propicia. Trata-se de uma investigação rica e bem acabada, nos aspectos teóricos e analíticos ao abordar um tema bastante oportuno, atual e constitutivo da agenda de discussões do mundo contemporâneo: a questão da heteronormatividade no discurso (litúrgico) da Igreja Católica. Como Althusser já apontou, a Igreja é um aparelho ideológico do Estado, que interpela os indivíduos em sujeitos. Assim, a Igreja tem papel na formação do sujeito e de seus modos de existir no mundo, alcançando, com sua ideologia heteronormativa, aspectos da intimidade do sujeito em sua família e sua sexualidade. Mas não são apenas ideologias no sentido de conjunto de ideias ou explicações sobre o mundo. Althusser também apontou que a ideologia é uma prática que se realiza (e se ritualiza) dentro de instituições como a Igreja. Assim, o ritual litúrgico do casamento pode ser visto como esse processo assujeitado, que Foucault descreve através da disciplinarização, conceito sobre o qual este livro também se detém.     Partindo da hipótese de que “...a heteronormatividade é um centro organizador da liturgia matrimonial católica: alicerce sobre o qual está construída toda a estrutura simbólica (significativa) da cerimônia e fim social para o qual se destina”, Matos argumenta que este é o motivo pelo qual “...ela está presente não apenas na relação fundamental que é tematizada no ritual, isto é, o vínculo afetivo e sexual estabelecido por um homem e uma mulher, mas no modo como esse vínculo é representado: uma aliança singular, universal e eterna, a única capaz de materializar o amor esponsal entre sujeitos humanos, por ser essa a vontade do Deus-Sujeito”. O leitor que pouco conhece o discurso religioso também encontrará um grande apoio para a compreensão dos estudos sobre discurso religioso (e seu aspecto litúrgico) feito por outros autores.

Fabio Elias Verdiani Tfouni

ISBN: 978-65-81512-67-5

Nº de pág.: 246

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0