Gestão Pública: temas contemporâneos

Idemar Vizolli; Denilda Caetano de Faria; Elvio Quirino Pereira; Suzana Gilioli da Costa Nunes (Orgs.)

Temos a honra de apresentar a obra fruto de esforços diversos e de uma produção intelectual de estudantes e seus respectivos orientadores dos cursos de Especialização lato sensu em Gestão Pública e Gestão Pública Municipal, ofertado pelo Programa Nacional de Formação em Administração Pública (PNAP), via Universidade Aberta do Brasil (UAB) em parceria com Universidade Federal do Tocantins (UFT), ministrado pela Diretoria de Tecnologias Educacionais (DTE), no período de 2017-2018. Esta obra tem como objetivo ampliar as reflexões e debates acadêmicos acerca da Gestão Pública em suas diversas tendências na contemporaneidade e se circunscreve no propósito acadêmico de dar visibilidade às produções de estudantes, partilhados pelos respectivos orientadores, contribuindo assim, para o avanço do conhecimento na área da gestão pública brasileira. Ao se propor a oferecer cursos voltados para Gestão Pública, a UFT também assume a responsabilidade de melhorar a formação de gestores e servidores públicos, inclusive de estados circunvizinhos. A contemporaneidade requer do gestor competências para atuar em um novo modelo de gestão pautado na ética, cara à administração pública. A competência está na relação com a ação, com o engajamento pessoal do indivíduo como sujeito de suas ações. Essas competências são conhecimentos e experiências aplicáveis em uma organização e confirmados pelo nível de formação e domínio das funções exercidas (ZARIFIAN, 1999). O desenvolvimento dessas competências é o que se buscou durante o cumprimento das disciplinas e a construção dos artigos de finalização dos cursos, em especial quando os estudantes relacionavam as questões teóricas apresentadas e a realidade in loco das organizações públicas. O perfil do gestor em uma nova administração pública deve ser delineado a partir de fatores essenciais como: iniciativa – dotado de capacidade de imaginação e invenção, buscando modificar o existente (competência tão essencial em um contexto que necessita de mudanças e intervenções urgentes); responsabilidade – assumir responsabilidade pelo resultado de suas ações e nos impactos causados por elas; capacidade de apreender a situação – se posicionar e determinar ações para enfrentar situações que surjam no decorrer de sua atuação; inteligência prática e voltada para a ação – esta possibilita a intervenção pertinente em situações reais de trabalho, com base em conhecimentos adquiridos (ZARIFIAN, 1999). 

 

ISBN: 978-85-5696-664-3

Nº de pág.: 213

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0