Desmistificando a poluição luminosa: uso consciente da luminosidade

Matheus dos Santos Barbosa

A presente obra advém de um estudo sobre a poluição luminosa, tendo como objetivo proporcionar uma melhor compreensão sobre o assunto, assim como demonstrar por quais meios ela pode ser corrigida. O trabalho foi estruturado em dois capítulos a fim de melhor esclarecer e transmitir o que foi estudado, seguindo, portanto, uma linha de raciocínio, assim: o primeiro capítulo se ocupou em trazer a constitucionalização do meio ambiente, ou seja, o surgimento, o conceito e a preocupação com o assunto; abordando, para tanto, legislação e doutrina; será, ainda, demonstrada a problemática da poluição, conceituando-a, primeiro, de maneira ampla, bem como de maneira específica, no que tange à poluição visual. Por fim, é iniciado o debate sobre a poluição luminosa. No que concerne ao segundo capítulo, terá como foco o tema propriamente dito, expondo, primeiro as considerações e características da poluição luminosa, assim como suas consequências e as soluções possíveis, referindo como um importante remédio a legislação voltada ao seu combate. Conclui-se, então, que a preocupação com a poluição luminosa se intensificou com a evolução do homem. A poluição luminosa pode ser definida como a utilização incorreta ou em excesso da iluminação artificial que causa incômodos pela luminosidade desnecessária ou equivocada, que pode ser combatida por políticas públicas, legislação eficaz e medidas conscientizadoras. A metodologia empregada para realização deste trabalhado foi a de pesquisa bibliográfica, utilizando como base a leitura e o fichamento da doutrina sobre o tema.

 

ISBN: 978-85-5696-629-2

Nº de pág.: 67

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0