A cor local e a escrita da história no século XIX: o uso da retórica pictórica na historiografia nacional

Eduardo Wright Cardoso

Recurso originalmente vinculado ao campo pictórico, a cor local é um mecanismo narrativo de largo emprego que se manifesta em diferentes tipos discursivos e engendra um feixe de expressões contíguas que pode ser denominado de retórica pictórica. Durante o século XIX, o dispositivo é incorporado pela escrita historiográfica e torna-se parte significativa de uma poética da história mobilizada para a representação histórica do passado. O objetivo desta obra é, pois, investigar as implicações do emprego da cor local na escrita da história oitocentista no Brasil. Para isso, recorre-se aos textos fundadores produzidos no âmbito do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e a obras de historiadores do período, sobretudo Francisco Adolfo de Varnhagen, com o intuito de verificar como se efetiva a utilização da retórica pictórica. A cor local resguarda uma dimensão imagética que permite ao historiador não somente relatar, mas também ‘mostrar’ um passado e uma paisagem específica ao leitor. Esta obra destina-se a estudantes e professores de Literatura e História com interesse no momento da constituição moderna destas práticas e disciplinas. A reavaliação da cor local, mecanismo largamente empregado, mas ainda pouco discutido teoricamente, permite refletir não apenas sobre as escritas historiográfica e literária, mas igualmente sobre seus contatos e empréstimos no período marcado pela elaboração e constituição do Estado nacional. O processo político que possibilita a produção da identidade nacional deriva dos esforços e investimentos na seleção de um passado específico e também do espaço característico da nação. A cor local, na medida em que procura identificar e registrar o tempo e o espaço nacionais, torna-se um recurso importante nesse momento.

ISBN: 978-85-5696-620-9

Nº de pág.: 251

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0