Sobre a necessidade do amor inerente no ser: um estudo sobre Philia e Eros em Platão

Sílio Giovanelli

O amor ocupa um lugar especial nos escritos dos poetas, dos romancistas e mesmos dos teólogos, mas poucos filósofos trataram deste assunto. Neste trabalho, me dedicarei a estudar Platão, um destes poucos filósofos que se atreveu a escrever sobre o assunto, este que é tido como o primeiro a tratar filosoficamente do tema. Sob o ponto de vista de sua filosofia, o amor deve ser tido como um dos temas mais importantes a ser estudado. Primeiro pela felicidade que este proporciona ou promete proporcionar ao ser humano. Segundo, pelo que, às vezes, ameaça e até faz perder esta felicidade. Assim, ciente da necessidade deste sentimento no ser, como algo inerente ao mesmo, procurarei estudá-lo nos diálogos platônicos em suas formas peculiares, e desta maneira, investigar qual a real finalidade desta necessidade inerente. Assim, me debruçarei sobre duas obras platônicas, a saber, Lísis e O Banquete, onde tratam de Philia e Eros respectivamente, termos estes traduzidos na contemporaneidade por Amizade e amor. De tal modo, verificando uma possível ligação existente entre Amizade e amor, pretendo explicitar a real necessidade deste sentimento no ser.

 

ISBN: 978-85-5696-608-7

Nº de pág.: 95

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0