Páthos: distúrbio passional e terapia em Epicteto

Diogo da Luz

Com alegria vemos o nascimento de mais um livro brasileiro e lusófono sobre estoicismo e sobre Epicteto de um amigo e colaborador do Pórtico de Epicteto. Páthos: distúrbio passional e terapia em Epicteto, de Diogo da Luz, mestre em filosofia pela PUC/RS, agora ingressando no doutorado, é um trabalho de grande utilidade para os estudantes do estoicismo em geral e de Epicteto em particular. Diogo parte do contexto doutrinário do estoicismo para, em seguida, se concentrar no conceito estoico de páthos (‘paixão’ ou ‘emoção’). No terceiro capítulo da obra, volta-se sobre Epicteto, apresentando alguns de seus conceitos básicos, tais como eph’hemîn, prohaíresis e prolépsis. O quarto capítulo é dedicado ao tema das paixões em Epicteto. O quinto, aos exercícios filosóficos. Diogo da Luz integra uma nova geração de entusiastas brasileiros da filosofia estoica que eu e Antonio Carlos de Oliveira Rodrigues (que por décadas estudamos em silêncio o velho de Nicópolis) vimos nascer. Estudar a filosofia de Epicteto é um ofício feliz por si mesmo. Estudando-o, logo logo encontramos a felicidade, natural, despojada, da ataraxia correndo gélida em nossas veias e da realidade divina se nos apresentando em nossa retina e na superfície de nossa pele. O pensamento de Epicteto é um presente dos Deuses para nós, humanos, presente que Diogo da Luz, fazendo ao seu nome jus, traz à luz, iluminando as trevas de nossos tempos.

Aldo Lopes Dinucci

ISBN: 978-85-5696-586-8

Nº de pág.: 150

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0