Fotografia: a singularidade no olhar fotográfico do imagético social de Márcio Vasconcelos

Walter Rodrigues Marques

O presente livro tem a pretensão de contribuir para a produção científica e intelectual do espaço acadêmico no tocante à fotografia, pois é incipiente no âmbito da Universidade Federal do Maranhão. Obviamente, não pretendo esgotar o tema, mas fomentar e instigar a novas pesquisas, haja vista, a abordagem por mim escolhida, que é buscar, no âmbito da cidade de São Luís, tão pouco explorados, objetos a serem estudados e pesquisados. Minha abordagem tem foco na produção fotográfica de Márcio Vasconcelos, um fotógrafo que se intitula “autodidata e independente”, pois não está a serviço de outrem. Márcio Vasconcelos tem um olhar para a temática social, na cultura popular, religião afro-maranhense, como carro-chefe de suas atividades. Seu trabalho está voltado para a produção independente, “autoral”, onde elabora e executa seus projetos, submetendo-os aos editais voltados para a cultura, dentre os quais, Petrobrás Cultural, Minc. Recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais, 1º Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras/2010 (Fundação Cultural Palmares/Petrobrás) com o projeto “Zeladores de Voduns do Benin ao Maranhão”. Autor do projeto “Nagon Abioton – Um Estudo Fotográfico e Histórico sobre a Casa de Nagô”, aprovado na Lei Rouanet e no Programa Petrobrás Cultural/2009, editado na forma de livro sobre um dos terreiros mais antigos do Tambor de Mina no Maranhão. Como terceiro objeto de pesquisa está o ensaio fotográfico “Na trilha do Cangaço – um ensaio pelo sertão que Lampião pisou”. 

 

ISBN: 978-85-5696-568-4

Nº de pág.: 102

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0