Ontologia, Política e Psicanálise:

discursos acerca da alteridade

Renato dos Santos; Lucilene Gutelvil (Orgs.)

A presente obra que o leitor possui à disposição busca trazer à tona a discussão em torno da questão da alteridade, pensada aqui por 21 autores que aceitaram o desafio de falar sobre algo que persiste e que se faz urgente no cenário atual, seja em contexto regional ou mundial. Mas por qual motivo, afinal, a questão das diferenças é relevante ser pensada atualmente? Freud mostrou muito bem que a natureza do estranho (Unheimlich) não é nada distante, externo, mas, precisamente, sentido e vivenciado na intimidade do Eu. Afirmou também que quando avistamos no semelhante algo de estranho, o Eu nada mais faz do que identificar neste outro o estranho que habita seu próprio mundo. Este estranho que mora no mundo do outro é o mesmo que habita o meu mundo. Nesse sentido, é pertinente falar sobre o tema da alteridade nos dias atuais, uma vez que, mesmo após a expressão máxima do extermínio das diferenças no início do século passado – no caso do holocausto –, o outro ainda é relegado à posição de exclusão por conta de ideologias que não comportam as diferenças. O que nos interessa extrair disto e que fundamenta o desejo que norteia este projeto é, justamente, refletir as saídas diante deste estranho por parte dos sujeitos de nossa sociedade. Dito de outro modo: a tarefa consiste em responder à questão do que fazer frente ao estranho que se apresenta por si mesmo tanto em nossa intimidade quanto a partir do meu semelhante. 

ISBN: 978-85-5696-482-3

Nº de pág.: 506

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0