Vulnerabilidades no Espelho: volume 1

Josemar de Campos Maciel; Silvia Santana Zanatta;

Yan Leite Chaparro; Lorene A. Tiburtino da Silva (Orgs.)

Quando penso em vulnerabilidade, penso na fragilidade e na delicadeza. Sob esta perspectiva, podemos afirmar que a vida humana é vulnerável em sua essência, e, por esta razão, precisamos de cuidado. Mas, para que consigamos entender o cuidado, é importante que tenhamos a capacidade de nos colocar no lugar do outro, criando aquilo que Martim Buber define como uma relação EU-TU capaz de romper a relação EU-ISTO. Acredito que o segredo da vida e da existência não está na força, mas na fragilidade e na delicadeza que geram um encantamento capaz de nos contaminar. Precisamos recuperar nossa capacidade de sentir, de sermos sensíveis e de nos encantar com a humanidade. Um ser encantado é mágico, e, sem esta magia, não temos como combater as desigualdades, injustiças e vulnerabilidades com as quais nos deparamos todos os dias. Depois de ler este pequeno opúsculo, percebo que o “Laboratório de Humanidades – LabuH”, nada mais é do que um laboratório de magia, idealizado pelo mago Josemar de Campos Maciel. Este pequeno livro é a primeira ‘porção mágica’ que estes bruxos e aprendizes de feiticeiros compartilham com a comunidade acadêmica e científica. Mas, para encontrar a medida exata e todos os ingredientes da ‘porção’, os aprendizes, guiados pelo mestre, tiveram que sair do conformismo do falar, para se render aos encantos do escutar. Para compreender como a vulnerabilidade do outro também é a minha, os futuros magos escutaram seis bruxos renomados que lutam diariamente para que a fragilidade, delicadeza e sensibilidade humana não sucumbam diante da dureza, da aspereza e do peso de modelos pré-estabelecidos de ciência.

ISBN: 978-85-5696-440-3

Nº de pág.: 95

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0