“Podrán cortar todas las flores, pero no podrán detener la primavera”: a representação das Madres de Plaza de Mayo em o Estado de São Paulo e no Jornal do Brasil (1978)

Laura Bittencourt Alves

A presente obra objetiva analisar a representação das Madres de Plaza de Mayo nos periódicos O Estado de São Paulo e o Jornal do Brasil em 1978. O importante movimento das Mães, insere-se no cenário argentino em 1977, na luta contra as violações de Direitos Humanos causadas pelo regime ditatorial instaurado, o Processo de Reorganização Nacional (1976-1983). Em 1978, estas Mães estampam os jornais e revistas do mundo inteiro, obtendo distintas representações, quando seu país servia de sede para a Copa do Mundo. O Brasil, por sua vez, também passava por um período de Ditadura Civil-Militar. Logo, o presente livro compreende os posicionamentos e as distintas representações de periódicos de uma Grande Imprensa Brasileira que, apesar de serem favorável a regimes de Doutrina de Segurança Nacional, sofreram com a prática de censura. 

 

Nº de pág.: 80

ISBN: 978-65-5917-329-7

DOI: 10.22350/9786559173297