Ensaios, orelhas e prefácios

Paulo Caetano

São vários os motivos que desencadeiam a escrita: pasmo diante do real e/ou da ficção, encomenda ou convite, demanda ordinária relativa ao currículo e ao cargo, reflexão sobre onde anda o discurso crítico.

 

(...) Por fim, vem a rotina a dar forma aos dias, imprimindo em nós o calendário, desanuviando o tempo, negaceando (ou acenando pr)o tédio – materializado nas demandas a serem cumpridas: o professor precisa ter no mínimo x artigos publicados por ano, para ir bem na avaliação institucional. Prazos podem ser úteis, espécie de lei para não cairmos na vaidade que são alguns adiamentos.

 

Nº de pág.: 93

ISBN: 978-65-5917-325-9

DOI: 10.22350/9786559173259