Ensaios Graciliânicos

Vera Lúcia Lopes Dias

Curiosamente escrevo este texto no dia 20 de março. Hoje faz sessenta e seis anos que Graciliano Ramos nos deixou. É aniversário de sua morte, ele partiu em 1953. As coincidências, contudo, não terminam por aqui. Ser convidado a prefaciar um livro com sete ensaios a respeito de A terra dos meninos pelados, é outro capricho do destino, afinal, em minha dissertação de mestrado, Arte literária em dois ramos “graciliânicos”: adulto e infantil, comparei duas obras do autor alagoano: A terra dos meninos pelados e São Bernardo. É, portanto, com grande interesse e prazer que tomei contato com o trabalho da Professora Mestre Vera Lúcia Lopes Dias. Nos sete ensaios a autora, analisando o alter ego de Graciliano, reflete sobre a fantástica terra dos meninos pelados, por meio do menino Raimundo; aborda o uso da fantasia no combate ao preconceito e ao bullying, valorizando as diferenças; discorre sobre a apresentação teatral feita na escola alagoana Marinete Neves, em que os meninos usaram o texto literário na montagem da peça; discute de maneira bastante emotiva a questão do diverso, questionando se existe normalidade na diferença; comenta o antropomorfismo e seu papel no imaginário infantil, verificando com propriedade o quanto as  crianças se identificam com  as  características humanas impregnadas  nos animais.

Ricardo Ramos Filho

ISBN: 978-65-81512-30-9

Nº de pág.: 210

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0