Do lado esquerdo do peito, Paulo Freire: Presente!

Marco Mello; Caroline Pacievitch; Marcus Vianna (Orgs.)

Do lado esquerdo do peito. Paulo Freire: Presente! Esse é o espírito que habita esta obra coletiva. A presença que se evoca, na ausência física, de uma ancestralidade que nos constitui e convoca a nos fazermos mais gente, pessoas e educadoras/es melhores do que somos hoje. Do lado esquerdo do peito, com o afeto pelo reconhecimento de sua trajetória luminosa e o seu legado imprescindível deixado. Afeto ao querido mestre Paulo Freire, cidadão do mundo e andarilho da utopia. Daí ser lembrado, celebrado e comemorado, entre nós, no ano do centenário de seu nascimento. Do lado esquerdo, porque esse é o lado de sua gente, as desvalidas e os esfarrapados do mundo que, conscientes da opressão, da dominação e da exploração, com o povo organizado e em movimento, se comprometem a com ele lutar na superação das situações-limites na direção de uma pedagogia da libertação e um novo projeto histórico, voltado à emancipação humana. Paulo Freire: Presente! Necessário, sempre, porque a boa tradição e a memória coletiva de nossa classe faz jus àqueles e àquelas, entre as nossas fileiras, que tombaram, mas deixaram rastros, obras e testemunhos que podemos seguir como inspiração, a balizar caminhos, no acúmulo necessário em direção a uma educação como prática da liberdade, uma escola marcada pela boniteza da justiça curricular e um mundo onde caibam todos os mundos.

Nº de pág.: 235

ISBN: 978-65-5917-295-5

DOI: 10.22350/9786559172955