BNCC de História nos estados: o futuro do presente

Angela Ribeiro Ferreira; Antonio Simplício de Almeida Neto; Caio Figueiredo Fernandes Adan; Carlos Augusto Lima Ferreira; Paulo Eduardo Dias de Mello; Olavo Pereira Soares (Orgs.)

A BNCC resulta como um documento prescritivo focado na avaliação de resultados de aprendizagem. Ele representa o triunfo de um modelo de currículo focado na responsabilização, na meritocracia e metas de aprendizagem. Assim, ainda que adote um discurso pedagógico pretensamente progressista, seu escopo é aumentar o controle do Estado sobre o currículo real/efetivo/ativo da sala de aula. Por isso, mesmo que conte com textos discursivos sobre os fundamentos do ensino, seu componente central é a seleção e a organização de conteúdos estruturados em objetivos codificados, que servirão para elaborar questões padronizadas para Bancos de Testes/Questões, a serem utilizados em testes em massa, para aferir metas de aprendizagem pré-fixadas (daí a necessidade dos códigos alfanuméricos, também presentes nos livros do PNLD). Essa organização curricular pretende uma nova moldagem do processo de ensino-aprendizagem, o ensino estruturado. Nesse modelo o professor segue objetivos pré-estabelecidos pelo currículo (restando-lhe a “liberdade” de eventualmente priorizar um ou outro) obedece a uma sequência de conteúdos pré-definidos, e conta com recursos e materiais didáticos pré-elaborados, que visam assegurar sequências didáticas para desenvolver os conteúdos a serem aprendidos e, finalmente, avaliados por agentes externos.

Nº de pág.: 462

ISBN: 978-65-5917-292-4

DOI: 10.22350/9786559172924