Ação Libertadora Nacional – ALN: Trajetória de um Grupo de Militantes em Pernambuco (1968 – 1970)

Paulo Marcelo Medeiros de Albuquerque e Mello

No âmbito dos estudos referentes à ditadura militar no Brasil, esta obra tem como objetivo analisar a atuação de um grupo de militantes da Ação Libertadora Nacional (ALN) em Pernambuco, entre os anos 1968 até 1970. A partir de 1967, as principais teses de resistência armada à ditadura e a construção da revolução comunista ganharam força no Brasil, gerando a formação de vários grupos de organização armada, em oposição ao PCB (Partido Comunista do Brasil), que pregava a via eleitoral e os acordos políticos com a burguesia nacional. Neste contexto, a ALN, a partir de 1968, se constituiu como um dos principais defensores destas ações armadas. Por outro lado, a análise sobre a atuação deste grupo específico de militantes nos permitiu estudar, com mais detalhes, uma história que ainda não havia sido estudada. Durante nossas análises historiográficas, investigamos os princípios políticos e sociais que fundamentaram a constituição desta célula da organização em Pernambuco. Procuramos analisar as narrativas dos militantes, dos órgãos de repressão do governo e dos periódicos sobre estes fatos históricos. Utilizamos como referências documentais os relatos orais dos militantes, documentos dos órgãos de repressão e os periódicos. Em seguida, apresentamos algumas avaliações destes militantes sobre o projeto de luta armada da ALN. Passados cinquenta e um anos do epílogo do grupo, percebemos que estes relatos orais foram narrados sob a perspectiva de novos significados, pois foram construídos através de outro ambiente social, político e econômico.

Nº de pág.: 328

ISBN: 978-65-5917-277-1

DOI: 10.22350/9786559172771