Crises, Epidemias e Fomes: Memórias da Idade Média

Fabiano Fernandes; Juliana Schmitt; Renata Cristina de Sousa Nascimento (Orgs.)

Na era da quarta revolução industrial fantasmas e medos vividos por várias outras gerações ganharam imenso destaque na economia, na cultura, na mídia e na vida de todos. As crises acentuadas pelo surto pandêmico aprofundaram as desigualdades e amplificaram o espectro da fome, que de maneira heterogênea ainda assola as sociedades contemporâneas. No atual contexto o futuro para muitos parece incerto, e determinadas memórias da Idade Média contidas nos vários tipos de documentos podem parecer menos distantes. Por outro lado, no período medieval, homens e mulheres por meio da resiliência e da reinvenção mitigaram os males, superaram as dores e venceram momentos extremamente difíceis. Esse livro é também uma obra que fala de esperanças. Os textos aqui apresentados nasceram da perplexidade coletiva, e refletem o trabalho de pesquisadores sobre o período que se convencionou chamar de Idade Média. Cada historiador enfatiza uma perspectiva sobre determinado contexto, desse amplo espectro temporal.

 

Nº de pág.: 199

ISBN: 978-65-5917-264-1

DOI: 10.22350/9786559172641