Conhecimento e infodemia na era da (des)informação: uma experiência dialógica do cuidado em saúde por meio das TICS na pandemia de COVID-19

Alessandra Aniceto Ferreira de Figueirêdo; Rafael Oliveira Pitta Lopes (Orgs.)

Ainda persiste um grande obstáculo de acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), especialmente considerando a falta de internet por uma parcela significativa da população brasileira; os valores impostos para realização de ligações (locais ou interurbanas) ainda são uma barreira e os limites tecnológicos, a depender dos aparelhos utilizados e da vulnerabilidade socioeconômica das pessoas para mantê-los, são uma realidade. Outrossim, faz-se necessário destacar a necessidade de investigações e proposições inovadoras para o desenvolvimento de habilidades cuidativas em atendimentos à distância, que respeitem os direitos trabalhistas dos profissionais que as exerçam, com vínculos empregatícios estáveis, horas de trabalho regularizadas, condições salariais e materiais adequadas para seu exercício. A reflexão/ação sobre essas condições e a construção de medidas de acesso equânimes, responsáveis e éticas às TICs podem contribuir, a longo prazo, para que a tecnologia possa ser utilizada como uma aliada no desenvolvimento do cuidado em saúde, através de uma interação dialógica. Com ela e por meio dela poderemos combater iniquidades de acesso à saúde e de aquisição de conhecimento, combater o projeto de desenvolvimento de informações falsas e a rejeição do conhecimento científico.

Nº de pág.: 153

ISBN: 978-65-5917-257-3

DOI: 10.22350/9786559172573