As Provas da Existência do Deus Criador em Tomás de Aquino

Sávio Laet de Barros Campos

Esta obra é uma pesquisa que versa acerca da questão da existência de Deus na obra de Tomás de Aquino. Nossa investigação chama a atenção do leitor para o contexto desta questão no século XIII, tempo em que viveu Tomás. O Frade Dominicano julga que a existência de Deus não é evidente para nós, e, por isso, se se quiser saber – no âmbito de um discurso filosófico – se, de fato, Deus existe, é necessária uma demonstração. A partir do conceito de conhecimento no pensamento do Frade de Roccasecca, guiar-nos-emos para demonstrar que é possível se provar a existência de um ente metafísico pela razão, sem necessidade da fé ou da revelação divina. Queremos mostrar que, na obra do Aquinate, a questão da existência de Deus é de escopo também filosófico. Frisamos ainda que o nosso texto quer acentuar que, em Tomás, a prova da existência de Deus depende da experiência sensível, e, portanto, que ela é a posteriori. É da alçada do nosso trabalho, ademais, ressaltar a força, a coerência e a validade lógica da prova da existência de Deus na filosofia de Tomás. Nosso estudo não quer, no entanto, entrar em discussão com outras ciências ou autores da própria filosofia sobre a mesma questão, mas apenas manifestar a resposta, e a provável solução, que o Frade de Roccasecca dá para a mesma. Não obstante, queremos apontar para o fato de o Frade Mendicante ter seguido uma linha de argumentação diversa da de outros pensadores cristãos. 

65 p.

 

ISBN - 978-85-5696-026-9

Esta obra versa acerca do ser, concebido como ato de ser ou existir, no pensamento de Tomás de Aquino, sobretudo no que concerne à existência de Deus. De fato, se o que por primeiro se deve conhecer de algo é se existe – an est – esta mesma questão, porém, pressupõe ainda outra questão fundante: o que é existir? O que é ser? De modo que, antes de se afirmar que algo existe, importa saber o que é existir. Neste sentido, antes de se poder afirmar que Deus é ou existe, temos que determinar o que é existir ou ser. Evidencia-se então o recorte da nossa temática: saber o que é existir para Tomás, a fim de depois conhecer se, em Tomás, a existência aplica-se a Deus. Destarte, este trabalho contemplará a existência de Deus em Tomás de Aquino, tentando delinear a prova ontológica da existência de Deus que Tomás concebe, partindo da sua concepção do esse como actus essendi. Elegemos esta prova de preferência às cinco vias, porque pensamos que ela subjaz em todas as quinque viae. Donde uma mais profunda compreensão das cinco vias supõe a compreensão desta prova a partir do ato de ser (esse, actus essendi).

104 p.

 

ISBN - 978-85-5696-025-2

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0