Direitos sociais e interdisciplinaridade: reflexões sobre saúde, moradia, educação e trabalho no Brasil

Gabriel Ferreira da Fonseca; João Vitor de Souza Alves (Orgs.)

Há relativo consenso acerca da importância da interdisciplinaridade nas pesquisas voltadas à compreensão dos direitos sociais, como os direitos à saúde, moradia, educação e trabalho. A complexidade da sua efetivação, especialmente em países marcados de forma tão profunda por exclusões e desigualdades, como o Brasil, parece indicar que apenas esforços conjuntos de diferentes perspectivas disciplinares podem dar conta de forma adequada dessa realidade. Enquanto valor abstrato, o ideal da interdisciplinaridade é bastante agregador. As divergências costumam aparecer no plano operacional. Afinal, como executar pesquisas de caráter interdisciplinar? É possível realizá-las sem cairmos em enciclopedismos ou ecletismos teóricos, tão comuns em nossa tradição jurídica? Em síntese, como estabelecer diálogos entre diferentes disciplinas de modo a potencializar a produção de novos conhecimentos científicos em torno dos direitos sociais no Brasil? As respostas à provocação dos organizadores da obra seguiram caminhos variados. Com liberdade e inventividade, os autores e as autoras mobilizaram diferentes áreas do saber, perspectivas teórico-metodológicas e fontes de dados e evidências. O resultado é uma obra com trabalhos inovadores sobre variados problemas sociais brasileiros.

 

Nº de pág.: 580

ISBN: 978-65-5917-238-2

DOI: 10.22350/9786559172382