Arte de capa: Trevor Paglen, from The Other Night

Obstruções à justiça: dívida, sexo, estética pós-punk e outros small data na filosofia contemporânea

Norman R. Madarasz

A tese defendida neste livro é simples. Se um dos ramos da filosofia mais discutidos no espaço público atualmente é a ética, e o objetivo da ética é articular o pensamento de modo tal que a justiça seja seu ideal, objetivo e finalidade, então a filosofia terá que mostrar que a sua compreensão da justiça não é meramente histórica nem abstrata. Ora, não há nada que comprova que isto for realizado. A filosofia pode ser vista como gerador de pontos de justiça, ou pelo menos um discurso que torna inteligível a representação daquilo que é justo, mas raramente a filosofia tenta explicar a justiça enquanto transformação. Acrescentada à redução pragmática da nossa compreensão da justiça é a tarefa não menos importante da filosofia a isolar as obstruções e os obstáculos a alcançar a justiça na sua própria prática como nos seus programas de pesquisa. Em uma serie de discussões sobre dívida, falocracia, cultura de estupro, apagamento metodológico do estruturalismo e do marxismo, censura, psico-contratualismo e a linearização do tempo, este livre retrata alguns desafios que enfrenta a filosofia contemporânea na sua (quase) eterna busca pela justiça.

ISBN: 978-85-5696-216-4

Nº de pág.: 295

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0