A anterioridade da responsabilidade em Emmanuel Levinas

Giovan Longo

Este livro pretende explorar o tema da responsabilidade na obra de Emmanuel Levinas, mais especificamente o da responsabilidade como anterior à liberdade individual e ao próprio indivíduo enquanto consciência de si e do mundo. Tal responsabilidade será entendida como central para o surgimento do sujeito de identidade própria capaz de perceber de forma consciente a si e ao mundo. Para tanto, no primeiro capítulo serão apresentadas as concepções de liberdade e responsabilidade a que nos referimos ao utilizar a crítica levinasiana sobre o pensamento ocidental. Tal crítica também será explorada nesse primeiro capítulo. No segundo capítulo analisaremos a concepção de humano no pensamento de Levinas mostrando como a responsabilidade incondicional pelo outro está contida na própria identidade do eu. No terceiro capítulo apresentaremos o que Levinas entende por responsabilidade e como ela torna o eu um sujeito comprometido com o outro e com o mundo. No quarto e último capítulo, diante da necessidade de se rever o conceito de liberdade, uma vez que a responsabilidade pelo outro exige que o eu não coloque a si em primeiro lugar, tal conceito será apresentado como Levinas o ressignifica. Diante de tudo isso, o trabalho que aqui será exposto pretende ser uma exposição de como o eu precisaria agir diante do outro e do mundo. Tal necessidade, como veremos, está contida na própria formação do eu consciente de si e do mundo. Nega-la seria o mesmo que negar aquilo que o humano é.

ISBN: 978-65-81512-27-9

Nº de pág.: 125

© 2020 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0