Arte da capa: Detalhe do mural Detroit Industry (1932-1933), de Diego Rivera. Detroit Institute of Arts, EUA

Mundos do Trabalho:

campo de estudos em transformação

Clarice Gontarski Speranza;
Alisson Droppa (Orgs.)

O campo de estudos dos mundos do trabalho no Brasil vem passando por uma profunda renovação nas últimas décadas. Essa renovação pode ser observada em pelo menos quatro aspectos: do ponto de vista geográfico, se ampliaram as análises das peculiaridades regionais, rompendo-se definitivamente com os modelos analíticos totalizantes; do ponto de vista cronológico, aumentaram os estudos com base tanto em temporalidades mais recuadas, que contemplam o trabalho escravizado e o pós-abolição, quanto aqueles que têm nas demandas do presente o seu foco de interesse, acabando com o predomínio, outrora inconteste, dos trabalhos restritos à Primeira República e que chegavam, quando muito, aos anos 1930. Outra importante modificação tem sido observada na inovação das temáticas e na diversidade dos problemas de pesquisa formulados, o que por sua vez enseja novas abordagens empíricas e metodológicas. Os estudos que até os anos 1980 privilegiavam as relações no interior dos espaços produtivos urbanos, fábricas e oficinas, e centravam-se na análise do movimento operário e sindical organizados e em suas lideranças, passaram a abranger cada vez mais os mundos do trabalho nos mais diversos âmbitos, locais, interações e vivências.

Isabel Bilhão

ISBN: 978-85-5696-112-9

Nº de pág.: 246

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0