Identidade e Diferença no Sofista de Platão: seus significados nas relações genéricas
 

Cícero Gercéu Ricarte Silva

No diálogo Sofista, Platão problematiza e indica as relações que entretecem os cinco gêneros supremos: ser, movimento, repouso, mesmo e outro. A tarefa deste trabalho resume-se a expor como tais gêneros foram postulados e de que maneira se relacionam, com atenção especial para os sentidos da diferença e da identidade que se depreendem dessas relações genéricas. Para tanto, faz-se um acompanhamento linear, no referido Diálogo, do desenvolvimento argumentativo de Platão acerca das teorias vigentes em seu tempo, observando as implicações, sobretudo, no que se refere às concepções sobre o ser e o não-ser, mormente aquelas provenientes das doutrinas heraclítica e parmenídea, ressaltando as aporias apontadas por Platão no que diz respeito ao modo como tais doutrinas foram concebidas por seus idealizadores, bem como por seus seguidores, trazendo à tona além das inconsistências decorrentes de tais teorias, a proposta platônica para a solução das mesmas.

ISBN: 978-85-5696-044-3

Nº de pág.: 69

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0