Espaço, sociabilidade e segurança: perspectivas de encontro a partir de um estudo de caso no bairro Floresta 

Paula Helena Schmitt

Cidades são cenários móveis onde se desenrolam fenômenos sociais complexos. A combinação formada pela perda de credibilidade dos poderes públicos na gestão da vida coletiva e as difundidas representações sociais acerca do medo da violência podem conduzir a uma generalizada sensação de insegurança, resultando em processos de alienação política, segregação espacial e utilização de recursos privados de autoproteção e autocontenção. O que se observa, assim, é uma desestruturalização da sociabilidade urbana pela redução do trânsito espontâneo nos espaços públicos e das possibilidades de encontro com a diferença, o que, em última análise, potencializa as escalas de risco. Por isso, através de um estudo de caso no Bairro Floresta, em Porto Alegre/RS, o que se propõe é tensionar a relação entre espaço, sociabilidade e segurança, problematizando as dinâmicas sociais locais em sua potencial capacidade de produzir fendas no tecido homogêneo e hegemônico do isolamento individualista, formulando uma ruptura emancipatória com a experiência urbana calcada no medo e uma ressignificação da experiência sócio-espacial. 

ISBN: 978-85-5696-017-7

Nº de pág.: 222

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0