Desejo: sentido originário e consciência ética no pensamento de Levinas 

Marcos Alexandre Alves

Este livro visa explicitar o pano de fundo fenomenológico a partir do qual se elabora o conceito levinasiano de Desejo. Procura-se, além disso, mostrar em que medida o referido conceito não só representa uma crítica ética ao predomínio do saber, mas também que o Desejo é o móbil fundamental - sentido originário - da atividade teórico-critica, necessária à filosofia. O objetivo é mostrar que o Desejo, em sentido levinasiano, é uma intencionalidade não-teórica, mediante a qual Levinas coloca em questão a primazia da atitude intelectual e da auto-reflexão do logos filosófico. Mas este questionamento, antes de ser a negação do teórico, é a sua própria condição. Assim, o Desejo é o movimento que inverte o para-si em para-o-Outro, efetivando-se como transcendência ou abertura à alteridade – consciência ética.

 

Marcos Alexandre Alves possui Licenciatura em Filosofia - FAFIMC, Mestrado em Filosofia - PPGF/UFSM) e Doutorado em Educação - PPGE/UFPel. Atua como Professor Adjunto do Curso de Filosofia e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Humanidades e Linguagens - UNIFRA. Professor do Curso de Filosofia da FAPAS. Tem experiência na área de Filosofia Contemporânea, Ética, Fundamentos da Educação, História e Epistemologia da Ciência. Participa dos grupos de pesquisa: Fundamentação do agir humano (UNIFRA); Centro Brasileiro de Estudos sobre o Pensamento de Emmanuel Levinas (UFSM). Atualmente é Coordenador Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES/UNIFRA).

ISBN: 978-85-5696-012-2

Nº de pág.: 132

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0