Para além da interpretação britânica: as traduções de Freud e suas consequências para a clínica psicanalítica

Edson Manzan Corsi

Esta obra tenciona discutir diferentes traduções do principal livro de Sigmund Freud, Die Traumdeutung [A Interpretação dos Sonhos], datado de 1900, para embasar certas perspectivas acerca das consequências para a clínica psicanalítica do modo pelo qual um tradutor, devido a seus posicionamentos e vertentes conceituais, vem a trabalhar com a obra freudiana. Em termos de estilo e terminologia, procuramos pensar como a marca estilística, e a escolha de vocábulos que tal tradutor faz, pode influenciar, em sua contínua formação, o psicanalista; no que tange a seus modos e modelos de diagnosticar, intervir e pensar a própria clínica, ante as questões que podem advir na escuta de cada um de seus pacientes. Para tanto, selecionamos os capítulos II e VII desta obra enfocada, em diferentes versões, por bem falarem da interpretação freudiana e dos resultados metapsicológicos provenientes de sua prática teorizada. Relacionamos este ponto de vista sobre a importância das consequências práticas (que se tornam inclusive teóricas) das diferentes traduções de Freud com a Teoria Funcionalista dos estudos da tradução. Retomamos este tema ao final do texto, para vislumbrar as possibilidades de diálogo entre tal teoria e a criação funcional de Freud, que se relaciona com a escuta e a intervenção quanto ao inconsciente daquele que fala em análise, mesmo tendo em conta que esses insights foram usados por Freud, posteriormente, em textos culturais; mas que obtemos como resultado de sua prática prévia que trouxe as conceituações mesmas que vieram a embasar a amplitude de todo o seu pensamento. 

Nº de pág.: 195

ISBN: 978-65-5917-007-4

DOI: 10.22350/9786559170074

ENCOMENDAR

© 2021 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0