A Filosofia Crítica de Feuerbach: Natureza, Homem e Deus

Eduardo F. Chagas; Manoel Jarbas Vasconcelos Carvalho; Raylane Marques Sousa (Orgs.)

O livro A Filosofia Crítica de Feuerbach: Natureza, Homem e Deus reúne artigos de jovens e experientes pesquisadores do Brasil e do exterior dedicados a analisar a extensa obra do filósofo e antropólogo alemão Ludwig Feuerbach (1804-1872), que inclui importantes títulos, como Pensamentos sobre Morte e Imortalidade (1830), A Essência do Cristianismo (1841), Princípios da Filosofia do Futuro (1843), Preleções sobre a Essência da Religião (1851), Teogonia (1857). Mas também este livro pretende abordar as conexões entre o pensamento de Feuerbach e o de outros filósofos, como: Epicuro, Pico Della Mirandola, Hegel, Marx, Freud, Ernest Bloch e Guy Debord. Ao contrário, porém, do que poderia parecer, o tema predominante nesta coletânea não é só o pensamento de Feuerbach em si, os temas principais de sua filosofia da religião, da teologia, da antropologia, e sim um ponto que para Feuerbach é fundamental: a relação crítica entre natureza, homem e deus. E, embora por vezes o pensamento de Feuerbach se sobreponha ao dos outros filósofos, predominam as conexões entre a filosofia deste e a dos demais. Não por acaso, a primeira parte do livro é menor e discute a filosofia propriamente dita de Feuerbach – são apenas cinco dos quinze artigos que totalizam o livro. Já a segunda é mais extensa e tematiza a relação e o contraste do pensamento de Feuerbach com o de filósofos antigos, modernos e contemporâneos. Mas, mesmo dividido em duas partes, o livro pode ser entendido como “completo”, pois como examinar Feuerbach sozinho, como não o aproximar de autores que são objeto de sua reflexão, admiração e crítica?  

Nº de pág.: 268

ISBN: 978-65-5917-000-5

DOI: 10.22350/9786559170005

ENCOMENDAR

© 2021 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0