A noção de Endoxa no método da Ethica Eudemia de Aristóteles

 

Mariane Farias de Oliveira

Os endoxa são as opiniões reputadas que podem pertencer a muitos, aos sábios ou aos mais ilustres dentre os sábios. A partir dessa caracterização ampla, tentamos compreender os endoxa dentro de um recorte mais preciso, a partir de sua relação com as noções de phainomena e da relação “mais cognoscível para nós” e “mais cognoscível em si” que se estabelece entre um conjunto de opiniões reputadas. Tendo esse quadro conceitual, trabalhamos com duas hipóteses: a primeira, de Berti, de que os endoxa têm um papel mitigado na busca definicional, sendo instrumentos para o debate nos moldes dos Tópicos. Por outro lado, na segunda hipótese, seguindo a leitura de Barnes, as opiniões reputadas possuem determinada autonomia como método – tendo essa tese ficado conhecida como “método dos endoxa”; nela, há conflito entre essas opiniões, e o conflito leva à necessidade de um método que separe e “filtre”, nas palavras de Barnes, conjuntos de crenças cuja reputabilidade é demonstrada pela consistência desses conjuntos. Por suscitar uma discussão mais profícua e não se encerrar nos Tópicos, além de estabelecer um método muito parecido com o que é proposto em Ethica Eudemia I 6, defendemos a hipótese baseada na tese de Barnes e a utilizamos para, por fim, analisar – no último capítulo, agora com uma concepção precisa de endoxa – a passagem metodológica de I 6 que norteou os empreendimentos desta pesquisa desde o início.

ISBN: 978-85-5696-000-9

Nº de pág.: 59

© 2019 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0