Juventudes, Educação e Interculturalidade

Páginas

173

ISBN 

978-65-5917-610-6

DOI 

10.22350/9786559176106

Juventudes, Educação e Interculturalidade

Organizadores

Márcia Esteves de Calazans
Maria Aparecida Bergamaschi
Isael da Silva Pinheiro
Anelise Gregis Estivalet

Demos prioridade às reflexões que buscam contemplar questões relacionadas à identidade, ao imaginário, à economia, às tecnologias sociais, ao acesso à justiça, à saúde coletiva, aos controles democráticos e ao planejamento, no âmbito das políticas públicas e das demandas coletivas, difusas e individuais em diferentes territórios e à governamentalidade política e suas disputas. Neste sentido, foram contemplados os estudos que ressaltaram as relações entre ambiente, desenvolvimento e saúde, sistema de justiça e violências, assim como aqueles que discutem as diferentes formas de estratégias de intervenção e conhecimentos utilizados pelos grupos aqui citados. E, como há uma agenda comum em rede que vem discutindo diferentes juventudes, considerando as instituições citadas inicialmente, o protagonismo das juventudes na agenda nacional ao que confere enfrentar historicamente as dificuldades acentuadas nesse período histórico, ao que confere suas expectativas de futuro e utopias possíveis, as cartas e os artigos aqui presentes abordam as percepções dessas juventudes sobre o Estado e as organizações da sociedade civil no sentido de discutir os movimentos sociais e suas lutas tendo como objeto as diferentes estratégias e seus resultados. A escrita de cartas no âmbito da academia já mostra uma vontade de mobilizar sensibilidades intelectuais e afetivas que possibilitem evidenciar o envolvimento com o campo de atuação dos/as discentes pesquisadores/as, bem como significar este tempo de isolamento social e de atividades acadêmicas remotas, em que outras formas de encontro foram acionadas. Por um lado, as cartas expressam aprendizagens produzidas no seminário, relacionadas ao tema de pesquisa de cada discente e, por outro, mostram a disposição ético-política com os temas pesquisados e que envolve o diálogo respeitoso e equitativo com conhecimentos e povos indígenas.

1 CARTAS ÀS/O ALUNAS/OS DO SEMINÁRIO AVANÇADO EPISTEMOLOGIAS CRÍTICAS MUNDIAIS: EDUCAÇÃO INDÍGENA E INTERCULTURALIDADE Márcia Esteves de Calazans Maria Aparecida Bergamaschi 2 CARTA PARA OS JOVENS GUARANI: O SIGNIFICADO DA TERRA SEM MALES Isael da Silva Pinheiro 3 CARTA AO INVASOR DA MINHA TERRA Woie Kriri Sobrinho Patté 4 CARTA AOS COLEGAS PROFESSORES Adriana Colling 5 CARTA PARA MINHA FAMÍLIA MBYA GUARANI Adriana Marques Kerexu Kyra 6 CARTA PARA OS JOVENS INDÍGENAS QUE ALMEJAM ENTRAR NA UNIVERSIDADE - MANIFESTO DE UM SENTIPENSAR Berenice Schelbauer do Prado 7 CARTA PARA MEUS ALUNXS Ingrid Oyarzábal Schmitz 8 CARTA ÀS ESTUDANTES E AOS ESTUDANTES DA ESCOLA DA COMUNIDADE MBYÁ GUARANI GUAJAYVI - CHARQUEADAS, RS Márcia Luísa Tomazzoni 9 CARTA PARA AS FUTURAS GERAÇÕES LATINO-AMERICANAS Marina Araujo Vargas 10 CARTAS AOS JOVENS DA TEKOÁ PARA ROKE: RIO GRANDE/RS Michele Neves Meneses 11 CARTA À POPULAÇÃO LGBTQIA+ Roberta Madeira de Melo 12 A JUVENTUDE NEGRA E O SEU TERRITÓRIO QUILOMBOLA: PROPRIEDADE COLETIVA, SEU DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E FINANCIAMENTO Cléia Costa dos Santos Gilmar Bittencourt Santos Silva 13 POVOS TRADICIONAIS E AFRO-BRASILEIROS: VULNERABILIDADE E RESISTÊNCIA FRENTE À PANDEMIA Andaraí Ramos Cavalcante 14 EMOÇÕES JUVENIS, (SOBRE)VIVER NO BRASIL EM TEMPOS DE PANDEMIA DA COVID-19 Francisca Verônica Cavalcante Miriam Abramovay Ursula Zurita Rivera 15 A INTERCULTURALIDADE E A POÉTICA EM TEMPOS PANDÊMICOS Carine Josiéle Wendland SOBRE AUTORES/AS
Juventudes, Educação e Interculturalidade