Diversidade de gênero e sexualidade na licenciatura em ciências biológicas: um trabalho com unidades de ensino potencialmente significativas

Bernardo Ozorio Iurk; Marcela Teixeira Godoy

Diversidade de gênero e sexualidade tem sido um tema emergente na história da educação e da política brasileira. O assunto carrega consigo um conteúdo delicado e quase sempre banalizado, sobretudo no cenário político e social atual devido às suas dimensões complexas. Embora se espere que os futuros professores de Ciências Biológicas tenham conhecimento científico e plural a respeito destas dimensões, percebe-se que o discurso biologizante ainda encontra-se enraizado e dominante no exercício da docência. O principal objetivo deste trabalho foi investigar as concepções de um grupo de acadêmicos e acadêmicas de Licenciatura em Ciências Biológicas a respeito do tema “Diversidade de Gênero e Sexualidade no Ensino de Ciências”. Procuramos ainda traçar um panorama geral a respeito das fontes de informação dos sujeitos relacionadas aos temas. Os sujeitos da pesquisa qualitativa foram 14 estudantes do quarto ano do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas de 2018. As discussões sobre sexualidade foram embasadas em Foucault (1976) e Louro (1997). A intervenção didática para coleta dos dados foi baseada em uma UEPS – Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (MOREIRA, 2011), cujas atividades colaborativas serviram como instrumentos de coleta dos dados analisados. Essencialmente os mapas conceituais e demais produções. O instrumento analítico utilizado neste trabalho baseou-se na Análise do Conteúdo de Bardin (1977). Os resultados apontam que a temática é pouco abordada no desenvolvimento das disciplinas durante a graduação, causando insegurança nos acadêmicos e acadêmicas para trabalharem o tema em sala de aula enquanto futuros professores. As poucas iniciativas que tratam o tema são trazidas por agentes externos até os estudantes em formação, vezes por meio de intervenções da Pós-graduação, vezes por meio de momentos proporcionados pela interação do PIBID com os mesmos. Destaca-se a preocupação social demonstrada pelos sujeitos em relação ao assunto, e o compromisso de levar conhecimento de maneira mais contextualizada aos seus futuros alunos. 

Nº de pág.: 146

ISBN: 978-65-5917-069-2

DOI: 10.22350/9786559170692

ENCOMENDAR

© 2021 por LUCAS MARGONI & WIX ENGINE.

Todos os livros publicados pela editora Fi

estão sob os direitos da Creative Commons 4.0